Archive for August, 2009

Pedaço de mim (Chico Buarque, 1977)

21 de August de 2009 às 3:58 pm

“Ó pedaço de mim, ó metade afastada de mim
Leva o teu olhar, que a saudade é o pior tormento
É pior do que o esquecimento, é pior do que se entrevar.

Ó pedaço de mim, ó metade exilada de mim
Leva os teus sinais, que a saudade dói como um barco
Que aos poucos descreve um arco e evita atracar no cais.

Ó pedaço de mim, ó metade arrancada de mim
Leva o vulto teu, que a saudade é o revés de um parto
A saudade é arrumar o quarto do filho que já morreu.

Ó pedaço de mim, ó metade amputada de mim
Leva o que há de ti, que a saudade dói latejada
É assim como uma fisgada no membro que já perdi.

Ó pedaço de mim, ó metade adorada de mim
Lava os olhos meus, que a saudade é o pior castigo
E eu não quero levar comigo a mortalha do amor, adeus.”

——-

Mais fantástico impossível. Ela veio, ficou, levantou, brincou, chorou, andou, jogou, inventou, dormiu, lutou contra o sono, caiu, balbuceou, despertou e partiu.

Eu fiquei na imensidão do vazio deixado.